Pregador diz que o Talibã é um 'sinal do apocalipse'

E outras histórias do lado estranho da vida

Cadetes do exército afegão se vestem como combatentes do Taleban durante um exercício

Daniel Berehulak / Getty Images

O ressurgimento do Taleban é o cavaleiro vermelho do apocalipse que acabará com o mundo, segundo um pregador norte-americano. Falando de ditadores do passado, de Adolf Hitler a Pol Pot, Paul Begley afirmou que nunca antes nenhum deles havia assumido o controle de um país. Citando textos bíblicos, ele disse que o triunfo do Taleban foi o sinal de que o mundo logo acabaria. No entanto, Begley afirmou anteriormente que o mundo acabaria em 21 de dezembro de 2020.

Visitante da prisão acaba atrás das grades após se tocar

Uma mulher da Flórida que expôs seus seios e parecia se divertir durante uma visita a um presidiário acabou ela mesma atrás das grades. Danielle Ferrero e a reclusa tiveram uma conversa sexual obscena por cerca de uma hora antes de ela começar a se tocar, dizem as autoridades. Ferrero foi acusado de exposição de órgãos sexuais em local público e violação de liberdade condicional ou controle comunitário.



Carne tornava os monges 'escravos de suas entranhas'

A dieta rica em carne dos monges do século 14 causou-lhes problemas digestivos, descobriu um estudo. Uma mudança na lei papal em 1336 para permitir o consumo de carne duas vezes por semana causou problemas na Abadia de Muchelney, onde monges sofriam de prisão de ventre e diarreia, disse o historiador do Patrimônio Inglês, Michael Carter. Basicamente, os monges eram escravos de suas entranhas, acrescentou ele.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | carrosselmag.com