Cinco dos melhores momentos principais da Apple

As revelações da gigante da tecnologia são conhecidas por seu estilo de parar as exibições - aqui estão algumas das melhores

140716-apple.jpg

Ainda hoje, a Apple realizará um evento de apresentação para apresentar dois novos dispositivos - o iPhone SE e um iPad, com fortes rumores de ser uma versão 9.7ins do iPad Pro.

Eventos como esses se tornaram sinônimos de marca, mas não se trata apenas do que a empresa revela, é como o faz que ganha as manchetes.

Aqui estão cinco momentos da Apple que realmente cativaram a multidão:



O retorno de Steve Jobs

[[{'type': 'media', 'view_mode': 'content_original', 'fid': '92564', 'atributos': {'class': 'media-image'}}]]

O criador da Apple, Steve Jobs, foi demitido pelo conselho em 1985, mas a queda nas vendas do Mac e a empresa à beira da falência o viram retornar 12 anos depois.

Sua primeira aparição de volta ao palco foi na conferência mundial de desenvolvedores da empresa e a recepção que ele recebeu foi enorme, mas foi a palestra principal na Macworld em agosto de 1997 que se destacou. Jobs explicou onde a empresa estava dando errado e como dar a volta por cima. De acordo com Forbes , é um dos momentos principais que mais importa.

A introdução do iMac

[[{'type': 'media', 'view_mode': 'content_original', 'fid': '92565', 'atributos': {'class': 'media-image'}}]]

Jobs deu início ao lançamento do iMac em 1998 apontando coisas que achava erradas com os computadores domésticos, que eram, em sua maioria, dispositivos feios e difíceis de usar na época.

Em contraste, o iMac foi apresentado como uma alternativa fácil de usar, com seu design agora colorido tornando-se icônico.

Isso ajudou a mudar a sorte da empresa e abriu alguns precedentes ao longo do caminho, removendo a unidade de disquete de seu modelo G3.

A Apple ainda usa essa filosofia de remover recursos - há rumores de que o próximo iPhone não terá entrada para fone de ouvido.

Entrada de bambolê de wi-fi

[[{'type': 'media', 'view_mode': 'content_original', 'fid': '92566', 'atributos': {'class': 'media-image'}}]]

Parece simples agora, mas Jobs demonstrou o wi-fi em 1999, simplesmente pegando um iBook e movendo-o enquanto navegava na web.

Para provar que não havia fios, ele pegou um bambolê e o cobriu enquanto usava o dispositivo.

Ligando para a Starbucks no primeiro iPhone

[[{'type': 'media', 'view_mode': 'content_original', 'fid': '92567', 'atributos': {'class': 'media-image'}}]]

Ao revelar o primeiro smartphone da empresa em janeiro de 2007, Steve Jobs demonstrou como os mapas poderiam ser usados ​​para localizar e ligar para empresas locais ligando para uma filial da Starbucks e pedindo '4.000 lattes para viagem'.

Quanto ao telefone em si, o líder da Apple sabia exatamente como lançar sua introdução, começando com a palestra de uma forma que implicava que a empresa estaria revelando três dispositivos antes de uni-los todos em um só com o iPhone.

Linha 'mais uma coisa' de Tim Cook para apresentar o Apple Watch

[[{'tipo': 'mídia', 'modo de exibição': 'conteúdo_original', 'fid': '92568', 'atributos': {'classe': 'imagem-mídia'}}]]

O presidente-executivo Tim Cook ressuscitou a linha 'mais uma coisa' de Jobs com grande efeito para lançar o Apple Watch em setembro de 2014.

A revelação foi a primeira nova categoria de produto para a empresa após a morte do fundador da Apple em 2011, mas o uso de sua famosa frase mostra o quanto sua influência ainda domina Cupertino.

Copyright © Todos Os Direitos Reservados | carrosselmag.com